Blog 93 FM

Conheça nosso blog
10 Março 2016

Para cobrir gastos no Lollapalooza, casal do AC faz e vende luminárias

|
Por
|
0 Comment
|

Pensando em juntar dinheiro para cobrir os gastos durante o Lollapalooza, festival de música anual que acontece em 12 e 13 de março, no Autódromo de Interlagos, em São Paulo, o casal Amanda Borges, 23 anos, e Humberto Santana Barros, 22 anos, decidiu fabricar e vender luminárias artesanais feitas de madeira com garrafas de cerveja.

Ao todo eles já receberam quatro encomendas e os valores variam entre R$ 70 a R$ 80 dependendo do tamanho.

Namorando há quase um ano e meio, o casal relata que a maior parte da viagem está paga e o dinheiro das luminárias será usado para que Barros conheça a cidade de São Paulo, já que essa é a primeira vez que viaja para a cidade.

“Eu não fui nenhuma vez ao Lollapalooza e vai ser a minha primeira vez em São Paulo, porém, já é a segunda vez da Amanda em ambos. Como já temos tudo pago, o dinheiro arrecadado com a venda das luminárias será para custear os gastos nos dias do festival e podermos aproveitar o que a capital tem para nos oferecer”, conta Barros.

luminarias1

Fãs de bandas em comum, o casal pretende assistir show de Of Monsters and Men, Jack-ü e Eminem.

“Escolhemos esse festival por a Amanda já ter ido em 2014 e também porque edição de 2015 foi muito boa. Futuramente pretendemos ir para o Lollapalooza Argentina, ou alguma viagem internacional. Como já temos tudo pago, o dinheiro arrecadado com a venda das luminárias será mais para custear os gastos durante o festival e aproveitar o que São Paulo tem para nos oferecer”, destaca.

A ideia
Estudante de arquitetura e urbanismo, Barros relata que a luminária foi um trabalho que ele precisou executar no primeiro ano de faculdade. A luminária ficou exposta na semana acadêmica e muitas pessoas perguntaram se o objeto estava à venda. A forma como o trabalho é feito, o casal prefere manter em segredo.

“A ideia surgiu mesmo para tentarmos entrar no ramo de decorações de objetos para presente. Muitas pessoas e alguns professores perguntaram se a luminária estava a venda. Um tempo depois surgiu a ideia de fabricar para vender, o processo de criação nós preferimos manter em segredo, mas é coisa simples, o que vale mais é a criatividade”, conta Barros.

Atualmente Amanda e Barros trabalham na área de assessoria. Apesar da renda fixa, o casal pretende projetar novos tipos de luminárias e alcançar novos públicos.

“Estamos projetando outros estilos de luminárias para alcançar vários públicos, incluindo o pessoal que não bebe e não é fã das garrafas de cerveja. A ideia é expandir essa parte de para todo tipo de consumidor e fazer com que nossa arte se expanda cada vez mais”, finaliza Amanda.

Via: G1
|

Deixe um Comentário